Hoje é

       
 

 

Home page História Joaquim Cabral Galeria

 

 

IDENTIDADE

 

A Sociedade Filarmónica de Louriçal do Campo, foi fundada em 1938 por uma comissão constituída pelos Senhores Dr. José Ramos Preto, Professor Joaquim Antunes, entre outros.

 

A bandeira da Sociedade Filarmónica

A ideia da criação desta Sociedade foi dada pelo Mestre Manuel Marmelo, aposentado dos Serviços Tutelares de Menores, desde logo apoiado pela referida Comissão, mas também por todos os Louriçalenses.

A Sociedade Filarmónica começou com catorze elementos, vindo a aumentar gradualmente atingindo o número de quarenta e cinco.

A constituição e firmeza da Filarmónica era um dado adquirido.  Logo, necessitava de um local onde fosse construída a sua sede. Esse local foi cedido mais tarde pelo Dr. José Ramos Preto, onde foi então construída a actual sede.

Depois da realização de um trabalho brilhante e dada a sua avançada idade, o Mestre Manuel Marmelo passou  a responsabilidade da batuta ao seu filho António Marmelo, que se manteve muitos anos à frente da Banda Filarmónica. No entanto, a Filarmónica atravessou várias crises,  tanto financeiras como por falta de executantes.

 

Soalheira (Provavelmente o seu primeiro registo fotográfico) - Foto de 1944

Em 1970 nova crise se abateu sobre a Filarmónica, sendo considerada bastante grave. Nessa altura, foi então convidado para Mestre, o Sr. Joaquim Cabral.

Conseguiu introduzir "sangue novo", reunindo 35 figuras que incluíam elementos do sexo feminino. Foi renovado o instrumental, sob a Direcção então constituída pelos Srs. José Tavares Sequeira, Manuel Fernandes Santiago e António Leitão Vaz.

Nos momentos em que por motivos profissionais não podia estar presente, o Mestre Joaquim Cabral passava a "pasta" ao seu irmão Sr. João Cabral desempenhando, assim, funções de Contra-Mestre.

No ano de 1988, foi comemorado o cinquentenário da Banda Filarmónica. Foram convidadas as Bandas de Amarelos, Idanha-a-Nova, Silvares e Riachos.

Em 1992, para tentar vencer a crise que se tinha instalado na Sociedade Filarmónica, foi empossada uma nova Direcção constituída pelos Srs. Joaquim Valente Martins, José Ramos Lucas e Virgílio da Silva Carvalho.

Em 1993 com a colaboração da ADRACES, Câmara Municipal de Castelo Branco e Junta de Freguesia de Louriçal do Campo, foi renovado todo o seu instrumental, fardamento e feitas obras de conservação no edifício da sua sede.

 

Sede da Sociedade Filarmónica

A Sociedade Filarmónica de Louriçal do Campo tem percorrido o país de norte a sul, com maior predominância no distrito de Castelo Branco, onde tem abrilhantado inúmeras festas, representando assim a sua freguesia e o seu município através de um repertório musical diversificado, na sua maioria da autoria do seu regente, Sr. Joaquim Cabral.

Em 5 de Abril de 2008, foram comemorados os 70 anos de aniversário da Banda Filarmónica com um almoço de confraternização entre os sócios e membros.

A Sociedade Filarmónica mantém uma escola de música ministrada de forma gratuita, sob a orientação do seu regente, Mestre Joaquim Cabral.

A Sociedade Filarmónica de Louriçal do Campo é actualmente composta por cerca de 30 executantes com idades compreendidas entre os 10 e os 60 anos, sendo a sua maioria,  estudantes naturais desta freguesia e de outra vizinhas.

De 9 a 13 de Setembro de 2010, participou em dois concertos na França (Saint Patrice), sendo um deles com a Banda de Benais integrado nas comemorações  do 5º aniversário da Geminação Louriçal do Campo - Saint Patrice.

Com o empenho e dedicação por parte da Direcção e do seu regente Sr. Joaquim Cabral, a Banda Filarmónica continua a distinguir-se entre as melhores do concelho e distrito de Castelo Branco.

 

História Joaquim Cabral Galeria