Hoje é

       
 

 

Home page Frei Agostinho da Anunciação José Ramos Preto Eugénio C. do Amaral Manuel Vaz Pde Joaquim Valente Madre Rita de Jesus

 

 

MADRE RITA AMADA DE JESUS

 

Madre Rita Amanda de Jesus

Em Casalmendinho, freguesia de Ribafeita, distrito de Viseu, nasceu em 5 de Março de 1848, Rita Lopes de Almeida, filha de Manoel Lopes de Almeida e de Josefa de Almeida, que a levaram a baptizar a 11 de Março de 1848.

Aos seus 29 anos de idade, iniciou a sua vocação religiosa como aspirante no Porto, na Casa das Irmãs Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora (de Calais).

Dali saiu, ao fim de um ano. Doente e insatisfeita, mas mais conhecedora dos regulamentos conventuais, com vontade decidida de concretizar o seu sonho antigo - fundar um Instituto próprio, direccionado para a defesa dos valores da família e para a formação de raparigas pobres ou em perigo moral.

Em Sanguedo, frequentou durante um ano, como pensionista, o Colégio das Religiosas Franciscanas de onde saiu com 32 anos.

Inclinada desde cedo para as coisas de Deus e crescida em boa orientação espiritual, com 32 anos fundou um colégio em Gumiei no ano de 1880, mais precisamente em 24 de Setembro.

Após algum desencanto com as autoridades visienses, que não lhe queriam dar crédito por ser uma mulher do povo, e depois de utilizar alguma diplomacia, conseguiu obter do governo a necessária licença para a fundação de um Colégio para meninas.

O Colégio funcionou primeiro em Gumiei (Ribafeita) durante dois anos e, posteriormente, ao longo de mais oito anos, em Farejinhas (Castro D'Aire), para onde se transferiu para evitar a perseguição das autoridades visienses.

Mesmo com estas perseguições, Rita sonhava dar passos cada vez mais firmes. Assim que, em 1888, funda o Colégio de Tourais (Seia), onde instaurou o noviciado.

Rita Amada de Jesus, que assim passou a chamar-se, foi espiritualmente orientada pelos jesuitas.

O Padre Francisco Pereira, depois de tempos de espera, deu-lhe o conselho de fundir a congregação. Satisfeita com a orientação e preocupada com a formação das suas irmãs, desejou colocá-las próximo de um dos colégios ministrado pelos jesuitas que, desde o ano de 1862 estavam em Louriçal do Campo ao comando do orfanato de São Fiel, fundado por Frei Agostinho da Anunciação que mais tarde o transformaram em Colégio.

Rita Amada de Jesus dirigiu-se a Louriçal do Campo e, com dinheiro recebido de benfeitores, adquiriu um terreno de dimensões consideráveis e nele construiu uma casa para o noviciado. O terreno adquirido e prédio construído são a Tapada da Renda, no ano de 1900.

 

Tapada da Renda - Louriçal do Campo

O Padre Sebastião e sua irmã D. Emília emprestaram uma casa à Madre Rita que a precisava para um Colégio onde, as irmãs vieram a leccionar letras e a ensinar costura e bordados.

As irmãs transferiram o Noviciado como sua "nova" residência.

 

Aspecto actual da antigo Noviciado

Porém, a capela era considerada pequena para a comunidade, por isso, mandatou a sua ampliação para o seu lado direito do edifício. O sino encontra-se, ainda, no seu lugar original.

Em Portugal, no ano de 1910, a implantação da República desencadeou uma perseguição feroz contra a igreja apoderando-se dos bens que o Instituto possuía, aboliu novamente as ordens religiosas e Madre Rita teve que se refugiar na terra natal.

Daqui, conseguiu localizar algumas Irmãs dispersas e aos poucos reagrupá-las, que salvando também o Instituto, enviou-as depois em grupos para o Brasil.

Madre Rita Amada de Jesus faleceu na sua terra natal em 6 de Janeiro de 1913.

Foi proclamada a sua beatificação em 28 de Maio de 2006.

 

Frei Agostinho da Anunciação José Ramos Preto Eugénio C. do Amaral Manuel Vaz Pde Joaquim Valente Madre Rita de Jesus